Momento para refletir sobre a família que temos e somos

Assista o vídeo abaixo antes de ler o texto:

Bom, de vez em quando, você deve pensar como a menina do comercial sobre a sua família: que preferia ter uma outra família e blá, blá, blá…. Mas antes de falar ou agir é melhor repensar em tudo que sua família significa para você.

Será que viveria sem eles? Sem as brincadeiras e até mesmo momentos as brigas? Sem seus pais? É, melhor mesmo é avaliar e pensar antes de falar qualquer coisa e dar importância aos momentos bons que vive com eles, afinal…

 

familia e
Mensagens dos alunos para suas famílias

Pense no esforço que seus pais fazem para comprar algo que é necessário para você, sua mãe por exemplo, com certeza muitas vezes além de trabalhar fora tem todo o serviço da casa para fazer.

Muitas crianças ou adolescentes pensam: “aí odeio meus pais eles só pensam em trabalhar, dar atenção ao meu irmão caçula…” Mas esquecem que eles devem estar trabalhando para manter a casa e a família (pagar aluguel, despesas de água, luz, telefone, internet, mercado, vestimentas e etc) e quanto ao porquê de eles darem mais atenção ao irmão menor a questão é lógica, por ser menor ele recebe mais atenção do que crianças maiores ou adolescentes. Mas se mesmo assim você se sentir meio deixado de lado a melhor solução é sempre conversar com eles a respeito. Demonstrar seus sentimentos ainda é o melhor caminho, pois realmente eles podem não estar percebendo essa sua necessidade devido a correria do dia a dia.

Então eles se esforçam muito para que você tenha comida, roupa, calçado entre outras coisas que são necessárias para sua sobrevivência, além de ofertar aquilo que não tem preço que pague: amor, carinho, felicidade e educação.

Troca de afeto <3
Troca de afeto…
entre pais e filhos
…entre pais e filhos em momento especial!

Sabemos que existem vários tipos de família, cada uma a seu jeito: mãe e filho, pai e filho, pais e filhos, padrastos, madrastas, tio, avó, avô, primos (e várias outras) e que às vezes o dia é tão corrido que mal conseguem compartilhar momentos de interação e alegria.

Pensando nisso a escola promoveu na noite do dia 18 de maio a Festa da Família, horário esse em que realmente a maioria das famílias se encontra ao longo de um dia normal de trabalho e estudos.

Eles participaram de um jogo coletivo de mini vôlei, onde pais e ou familiares participaram com seus filhos de uma equipe mista, ou seja, as famílias foram misturadas para que houvesse uma integração entre as mesmas. Cada time teve que trabalhar em conjunto para que atingissem o objetivo do jogo, que era passar a bola até o outro lado da quadra. Momentos de pura diversão, mas também bastante desafiador! Nada fora do normal para as famílias, afinal diariamente existem desafios e alegrias também…

Apresentação dos alunos em homenagem as famílias:
Alunos homenageando suas famílias ao som da música "Família"
Alunos homenageando suas famílias ao som da música “Família”

*Se quiser ver o vídeo clique aqui.

Jogo de integração:
Famílias integradas durante atividade
Famílias integradas durante atividade

*Se quiser ver o vídeo clique aqui.

Apresentação das flautas:
Grupo de flautas homenageando as famílias
Grupo de flautas em homenagem às famílias
Resolvemos fazer uma pesquisa com os alunos (124 participaram) da escola sobre “família”. Eles foram convidados a responder e ao final da pesquisa descobrimos algumas coisas bem interessantes:

Em relação aos alunos que responderam a pesquisa:

  • 58,5 % foram meninos e 41,5% meninas;
  • com idade entre 9 e 15 anos;
  • são estudantes do 5° ao 8° ano;

Em relação a estrutura familiar pode-se dizer que:

  • o número de integrantes varia de 4 (grande parte dos entrevistados) para 5, 6, 8, 2 e até 13 pessoas que moram na mesma casa;

  • 83,7% tem irmãos e apenas 16,3% não possuem irmãos;
  • o número de irmãos é variado: de 1 até 6;
  • 56,9% moram com seus pais e irmãos, 17,9% somente com o pai e a mãe, 13,8% marcaram “outras opções” pelo fato de não considerarem “padrastos” como “pai” mesmo que morem na mesma casa e 6,5% moram com outros familiares além de pais e irmãos.

*Percebeu-se que o número de integrantes das famílias dos alunos da escola é de tamanho médio; que a grande maioria possui irmãos e número de filhos das famílias não é muito grande;

*A maioria dos alunos moram com seus pais e irmãos e chamou a atenção o fato de mesmo morarem juntos na mesma casa, os alunos não considerarem o “padrasto” como “pai”, ou seja, para eles ele não assume o papel de pai.

Em relação a quem consideram como “família”:

  • 45,5% consideram os seus familiares (pais, irmãos, avós, tios, etc) e seus melhores amigos;

  • 30,9% consideram somente os familiares em geral como sua “família”;
  • 21,1% consideram somente pais e irmãos.

*Boa parte dos alunos incluiu os “amigos” como membros de sua família.

 

Quanto a cobrança em relação as atitudes e comportamento:

  • 48,8% disseram que tanto o pai como a mãe cobram da mesma forma;
  • 36,6% disseram ser a mãe a que mais cobra;
  • 11,4% disseram ser o pai o que mais cobra;
  • 3,3% apenas disseram não serem cobrados por nenhum deles.

Em relação a sua educação os alunos consideram os pais:

  • 91,1% muito legais, pois estão sempre orientando sobre o que devo ou não fazer;
  • 5,7% às vezes chatos, pois nem sempre deixam fazer o que quero;
  • 2,4% legais porque deixam fazer tudo que quero.

*Aqui vemos que a cobrança dos pais é encarada como parte fundamental do processo educacional e os alunos/filhos aprovam isto.

E quanto aos estudos:

  • 78% disseram serem bastante cobrados pelos pais (tem hora de estudo, pais acompanham o que fazem em aula, participam das atividades promovidas pela escola, etc);

  • 12,2% apenas cobram hora de estudo, mas não acompanham diretamente o que fazem na escola;

  • 8,9% não cobram nada, os alunos que fazem por sua conta;

  • apenas 0,8% disseram não fazer nada porque também não são cobrados.

    *Aqui percebemos que a grande maioria dos pais tem uma preocupação com os estudos dos filhos e cumprem a parceria firmada com a escola (no Contrato de Convivência), o que traz resultados muitos significativos para a aprendizagem dos alunos.

    E as tecnologias influenciam no convívio familiar?

  • 39,8% disseram que “não muito” pois conseguem interagir mesmo com o uso da tecnologia no ambiente;

  • 31,7% afirmaram que “não”, pois a família reserva um momento especial para se reunir sem interferência de nenhum tipo de tecnologia;

  • 28,5% afirmaram “sim”, pois cada um fica num canto da casa fazendo uso de seu eletrônico preferido e praticamente nem se falam.

    *Aqui percebemos que de certa forma, as tecnologias estão muito presentes na convivência familiar e interferem nas relações de convívio de seus membros, poucas famílias criam um momento para conversarem e interagirem sem nenhuma interferência de aparelhos eletrônicos. Que tal criar este momento na sua família?

    E como fechamento foi perguntado como enxergavam sua família (essa era de múltipla escolha):

    • 69,9% como unida;
    • 53,7% alegre e divertida;
    • 45,5% todos se respeitam;
    • 42,3% afetuosa e amorosa;
    • 39% apegados e preocupados uns com os outros;
    • 34,1% tranquila;
    • 6,5% agitada e tumultuada;
    • 3,3% briguenta e qualquer coisa vira discussão;
    • 1,6% desunida e cada um vive na sua;
    • 0,8% disseram ter poucos momentos de convivência juntos e que existe pouca afetividade e amorosidade.

    *Aqui a pesquisa mostrou que os alunos consideram suas famílias positivas e que existe uma relação harmoniosa, alegre e amorosa, apesar de todas as diferenças e dificuldades que possam existir entre seus membros, afinal sempre será o “um porto seguro” e a referência para sua vida.

    Lembrança oferecida pela escola as famílias

    Então respeite e valorize seus pais, antes de julgá-los sempre pense no que você pode fazer para ajudar e melhorar as coisas, e sempre procure conversar e tirar suas dúvidas com eles, pois eles com certeza saberão lhe ajudar e orientar melhor do que ninguém. E assim uma família se fortalece e se mantém unida.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s