Existem muitos tipos de aranhas e a maioria assusta as pessoas

Sempre ouvi dizer que as aranhas pequenas, não as que são filhotes, picam e as grandes passam só para dar um oi (kkkkkkk). Fui investigar se achava respostas para a minha dúvida e descobri algumas coisas bem interessantes sobre estes bichinhos.

As aranhas são animais invertebrados e existem cerca de 30 mil espécies. A maioria delas não representa perigo para as pessoas ou animais. Alimentam-se principalmente de insetos.

Descobri que existem algumas espécies inofensivas e sem qualquer tipo de veneno, e outras verdadeiramente perigosas que podem matar uma pessoa com algumas picadas!

O veneno está presente na grande maioria das aranhas (em todo o mundo, são conhecidos somente dois grupos de aranhas sem veneno), e varia bastante conforme a espécie. A caranguejeira é um exemplo de aranha inofensiva, apesar do seu tamanho. Quando se sentem ameaçadas, as aranhas picam para se defender.

Conheça algumas espécies mais comuns no Rio Grande do Sul:

Viúva Negra  (Latrodectus curacaviensis)

As viúvas-negras são aranhas muito conhecidas, ta fato de matarem os machos após o acasalamento como também pelo seu veneno fatal. São pequenas, medindo cerca de 3 centímetros. Diferencia-se pelo desenho avermelhado, na região inferior do abdome, em forma de ampulheta.
O veneno das viúvas-negras brasileiras é muito menos tóxico e muitas vezes está associado à sensibilidade do picado. Seu veneno tem ação neurotóxico.

viuva-negra7

Caranguejeiras (Infraordem Mygalomorphae)

Assustam bastante pela grande quantidade de pelos e tamanho (podem ser bem grandes). São escuras, apresentando variação de tonalidade do marrom ao preto. São chamadas de falsas-aranhas por possuírem as quelíceras ( se parecem com duas antenas localizadas na região bucal, elas podem ter várias funções, como inocular veneno, ou manipular, rasgar e triturar alimentos, carregar ovos e até cavar buracos) com movimentos paralelos ao eixo do corpo, ao contrário das demais aranhas na qual os movimentos das quelíceras são perpendiculares ao eixo longitudinal do corpo.

caranguejeira

Aranha-de-jardim (Lycosa sp.)

Apresentam coloração marrom-acinzentada, tem um desenho no abdome em forma de seta. Atingem até 3 cm de corpo e 5 cm de envergadura de patas. São encontradas próximas às residências, em jardins, na grama, etc.

aranha de jardim

Armadeira (Phoneutria sp.) 

Também conhecida como aranha-macaco ou aranha-de-bananeira. Durante o dia escondem-se em troncos, bananeiras, em construções, em locais escuros como dentro dos calçados, atrás de móveis, etc. Ergue-se apoiada sobre as patas traseiras e salta sobre o agressor, que muitas vezes é atacado sem saber. Tem hábitos noturnos e não tem moradia fixa podendo entrar dentro de casas e, ao amanhecer, abrigar-se em sapatos e botas, causando acidentes quando são vestidos

Produzem um veneno que possui um componente neurotóxico tão potente, que apenas 0,006 mg é suficiente para matar um rato. Frequentemente entram em habitações humanas à procura de alimento, parceiros sexuais ou mesmo abrigo, escondendo-se em roupas e sapatos.

Quando incomodadas, picam furiosamente diversas vezes e pode levar a vítima ao “estado de choque”, e até a morte quando se trata de crianças pequenas e pessoas de idade. Os adultos que suportam a dor recebem tratamento local com anestésicos e anti-histamínicos. Casos mais graves necessitam soroterapia e acompanhamento médico

Centenas de acidentes envolvendo essa espécie são registrados anualmente: aproximadamente representam 42% dos casos de picadas por aracnídeos notificados no Brasil. É considerada a aranha mais venenosa do mundo, segundo o Guiness Book, devido a potência do seu veneno de ação neurotóxico.

aranha armadeira

Aranha-marrom (Loxosceles sp.)

São aranhas pequenas que medem aproximadamente 1 cm de corpo e 3 cm de envergadura das patas. Apresentam coloração marrom-avermelhada e abdômen em formato de caroço de azeitona. Vivem principalmente dentro das casas, atrás de móveis, sótãos, porões, garagens, em locais escuros e úmidos como quina de pias, rachaduras de parede, livros, telhas e tijolos empilhados. Tem como característica a teia similar a um chumaço de algodão. Picam somente quando comprimidas com o corpo.

Como sua picada não é muito dolorida muitas vezes a pessoa pensam tratar-se de alguma “farpa” presa à roupa e não dão muita importância. Suas picadas causam  necrose (quando ocorre a morte de célula ou tecido orgânico). Por isso é importante verificarmos roupas e calçados antes de usá-los, pois elas gostam de se esconder nestes locais. O veneno é bastante poderoso, porém age de um modo mais lento, o que garante um tratamento antes do necrosamento dos membros.

aranha marrom

FONTE DAS IMAGENS

Depois de tudo isso conclui que todas as aranhas podem picar, é claro que existem vários tipos, em algumas a picada é bem dolorida e outras nem se percebe. Também conclui que existem aranhas peçonhentas e venenosas. É muito importante antes de usar roupas e calçados sacudir e verificar se não há nenhuma aranha. Assim também devemos cuidar do pátio evitando acúmulo de entulhos, lixo, garrafas vazias, mato alto, folhas de arvores caídas pelo chão.

Se você quiser maiores informações sobre alguma espécie ou precisar de socorro após ter sido picado ligue para o número abaixo, que é o centro de referencia especializado e vai lhe dar as informações necessárias e corretamente:

 Centro de Informação Toxicológica

Rio Grande do Sul

Brasil – RS – Porto Alegre – CEP 90610-000

Av. Ipiranga, 5400 – Jardim Botânico

Telefone: (51) 2139-9200 – Fax: (51) 2139-9201

 

*Postado por Hérica Pires

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s